Avalie o seu estado nutricional (Adulto e Idoso)

  IMC – Índice de Massa Corporal

  Circunferência Abdominal

Avalie sua qualidade de vida 

  Estilo de Vida Fantástico

Curva de crescimento 

  Gráfico de Crescimento

Autocuidado 

Nos últimos anos um novo conceito vem ganhando força a partir do questionamento do modelo tradicional mais paternalista dos cuidados em saúde e de uma nova proposta: o empoderamento do paciente. Mais de 250 participantes discutiram essa questão na primeira European Conference on Patient Empowerment, realizada recentemente em Copenhagen, na Dinamarca, pela European Network on Patient Empowerment (ENOPE 2012).

Atualmente temos um modelo de cuidados que cria dependência e não promove autonomia para as pessoas se responsabilizarem por sua própria saúde. Esta nova proposta objetiva estimular a iniciativa e a tomada de decisões das pessoas sobre sua saúde, criando condições e fortalecendo a população a promover o autocuidado.

Parte deste processo envolve a educação em saúde. Atualmente, a implementação de programas de educação em saúde e a promoção do autocuidado enfrentam grandes dificuldades práticas, dentre elas, encontrar uma maneira de atender grupos mais vulneráveis. Apesar disso, esta quebra de paradigma é um modelo ainda em construção, mas que busca a melhoria da qualidade de vida da população como um todo, na tentativa de que as pessoas tenham iniciativa, resolvam problemas e tomem decisões relacionadas aos cuidados de sua saúde.

O Portal Estilo de vida saudável acredita que a prevenção é a melhor saída para o enfrentamento da epidemia de doenças crônicas não-transmissíveis (DCNT). Todos os nossos esforços são para informar a população sobre o cenário atual de doenças relacionadas ao estilo de vida inadequado. Por esta razão, todos os modelos que visem ao empoderamento das pessoas, fortalecendo-as para que modifiquem hábitos promotores de doenças, são apoiados e incentivados por nós.

Esta sessão de autocuidado visa promover ferramentas para as pessoas acompanharem alguns de seus indicadores de saúde que estão associados à prevenção de DCNT. No entanto, é importante reforçar que nenhum destes parâmetros substitui a avaliação clínica profissional, nem tem por objetivo traçar algum diagnóstico clínico. Nosso principal objetivo é promover a ideia de autocuidado colocando à disposição ferramentas que sirvam como apoio neste processo de mudança.