Estilo de vida saudável pressupõe escolha de alimentos saudáveis: alimentos inseguros podem causar mais de 200 doenças, indo desde a diarreia ao câncer segundo a OMS

 

Doença transmitida por alimento (DTA) é um termo genérico, aplicado a uma síndrome geralmente constituída de anorexia, náuseas, vômitos e/ou diarreia, acompanhada ou não de febre, atribuída à ingestão de alimentos ou água contaminados. Podem ocasionar ainda afecções extraintestinais, em diferentes órgãos e sistemas como: meninges, rins, fígado, sistema nervoso central, terminações nervosas periféricas e outros.

A contaminação do alimento pode ocorrer desde a produção primária até o consumo (plantio – manuseio – transporte -  cozimento - acondicionamento, etc.). Com destaque para os alimentos de origem animal e os preparados para consumo coletivo, pois são os maiores responsáveis por surtos de contaminação alimentar.

 As DTAs podem ser causadas por:

Toxinas (produzidas pelas bactérias)

Bactérias

Vírus

Parasitas

Substâncias Tóxicas

Staphylococus aureus

Salmonella spp

Rotavírus

Entamoeba histolytica

Metais pesados

Clostridium spp

Shigella spp

Noravírus

Giardia lamblia

Agrotóxicos

Bacillus cereus

Escherichia coli

 

Cryptosporidum parvum

 

Escheruchia coli

 

 

 

 

Vibrio spp

 

 

 

 

 

A ocorrência de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) vem aumentando de modo significativo em nível mundial. Vários são os fatores que contribuem para a emergência dessas doenças, por exemplo, o crescente aumento das populações; a existência de grupos populacionais vulneráveis, como crianças, gestantes e idosos; o processo de urbanização desordenado, a necessidade de produção de alimentos em grande escala, a maior exposição das populações a alimentos prontos para consumo, ingestão de alimentos em vias públicas, o aumento no uso de aditivos, mudanças de hábitos alimentares e mudanças ambientais, segundo o Ministério da Saúde (2010).

A Organização Mundial de Saúde afirma que "alimentos inseguros podem causar mais de 200 doenças, indo desde a diarreia ao câncer". Tendo como exemplos a comida de origem animal mal cozida, frutas e vegetais contaminados com fezes e mariscos que contenham biotoxinas.

Estima-se que em 2010 ocorreram 282 milhões de casos de doenças transmitidas por alimentos, sendo 40% correspondentes a crianças menores de cinco anos, além de 351 mil casos de morte no mundo.

Considerando o Dia Mundial da Saúde (07/04/2015), o tema da Campanha deste ano é: "Do campo ao prato, tornar os alimentos seguros". Uma vez que a segurança alimentar é uma questão transversal e de responsabilidade compartilhada, que exige a participação de todos os setores que influenciam a saúde (agricultura, comércio, meio ambiente, turismo) e apoio de grandes agências e organizações locais e internacionais que atuam nas áreas de alimentos, assistência e educação.

Diante disso, a OMS incentiva os países para prevenir, detectar e solucionar surtos em doenças transmitidas por alimentos, pois ainda encontra-se como deficiente o controle dos órgãos públicos e privados no tocante à qualidade dos alimentos ofertados às populações.

A seguir, assista ao vídeo sobre Segurança Alimentar em comemoração ao Dia Mundial de Saúde 2015.

Por Ianna Lôbo

Leia Mais:

http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2015/food-safety/en/

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_integrado_vigilancia_doencas_alimentos.pdf