Bebês precisam de colo!

Fonte da imagem

O colo é sem dúvida o lugar preferido dos bebês.  Não à toa quando pequenos são chamados de ‘bebês de colo’, pois eles já nascem com essa necessidade, são totalmente dependentes, indefesos, e segundo a teoria da extero-gestação, quando nascem ainda não estão totalmente prontos ou maduros. Nesse sentido, faz-se necessário um ambiente acolhedor que lhes traga sensações conhecidas para que se sintam seguros e continuem se desenvolvendo de modo saudável. O contato pele a pele, o som da voz, o cheiro e os batimentos cardíacos da mãe são os melhores indicativos para o bebê de que o colo é um lugar seguro.

A ideia popular de que manter o bebê com frequência no colo faz mal ou o deixa mal acostumado é totalmente balela. Para a psicóloga Christine Bruder, do Primetime Child Development, o colo significa intimidade e confiança, assim como aparato emocional. Desse modo, a demanda do bebê por colo é natural e saudável, logo deve ser atendida sempre que possível.  

Estudos científicos mostram que os benefícios do colinho para o bebê são muitos: ajuda-o a se tranquilizar, dormir bem, assim como melhora a digestão e as cólicas por facilitar o bom funcionamento das funções fisiológicas.  Também é importante no desenvolvimento dos sentidos da audição, tato e visão devido aos estímulos desse contato. Pesquisa realizada pelo Departamento de Pediatria da Unifesp constatou que o colo também pode diminuir sensações de dor de qualquer tipo. Assim, não é por menos que o método ‘mamãe canguru’ é tão especial para o desenvolvimento de nascidos prematuros em UTIs, contribuindo para o seu crescimento e ganho de peso.

O período de colo é um tempo precioso e necessário que deve ser aproveitado e respeitado. Segundo o Pediatra Neonatal Luiz Renato Valério, em torno dos 6 e 8 meses, quando aprendem a sentar e engatinhar, os interesses progressivamente vão se modificando e as crianças passam, em muitos momentos, a preferir ficar no chão e com isso poder começar a explorar o mundo.

Embora para algumas mães possa ser um pouco cansativo acolher toda demanda por colo, este período precisa ser desfrutado, ao passo que é um momento passageiro, porém muito importante para o desenvolvimento infantil. Como sugestão, o uso de carregadores de pano tipo sling pode ser uma opção interessante por permitir que o bebê permaneça em contato direto com seu cuidador.

Desta maneira, dar colo é tão importante quanto amamentar, pois favorece o vínculo e o desenvolvimento, além de ser uma demonstração de amor que se expressa pela mensagem de se estar física e emocionalmente disponível para o bebê.

 Autoria: Júlia Feltrin Ivers e Denise Ely Bellotto de Moraes.