Como os pais alimentam seus filhos? Um questionário para a população brasileira

     

Como os pais alimentam seus filhos
http://www.aguadoce.com.br/blog/posts/alimentacao-infantil-habitos-saudaveis-se-constroem-desde-cedo/

 

       Discussões de saúde relacionadas a hábitos alimentares têm se mostrado cada vez mais frequentes não só entre a comunidade científica como também entre uma grande parte da população, visto o aumento significativo dos casos de obesidade e demais dificuldades alimentares. Nesse contexto, o acesso às informações divulgadas sobre este tema mobiliza pais e consequentemente gera atitudes nem sempre favoráveis  em relação às práticas alimentares que adotam  para seus filhos.

      É no ambiente familiar que o indivíduo desenvolve suas primeiras relações com o alimento, sendo assim, as práticas e atitudes dos pais têm impacto direto sobre o desenvolvimento de preferências, hábitos alimentares e estado nutricional da criança.

    Para melhor compreensão dessas práticas parentais, um importante instrumento amplamente utilizado em diversos países, o Comprehensive Feeding Practices Questionnaire (CFPQ), foi recentemente validado em duas versões para a população brasileira, uma direcionada a pais de crianças pré-escolares (2 a 5 anos) e outra para escolares (5 a 9 anos).

     Um dos principais diferenciais do CFPQ é sua abordagem em relação a atitudes pouco estudadas anteriormente em outros questionários. As versões em português resultaram em seis práticas referentes ao modo como os pais alimentam seus filhos: Orientação para uma alimentação saudável, Monitoramento da alimentação, Restrição para controle de peso da criança, Restrição para saúde, Uso de alimento como recompensa por comportamento ou para regulação emocional e Pressão para a criança comer (Mais et. al. 2015; Warkentin et al., 2016 - no prelo).

     Esta validação no Brasil é uma importante conquista para os pesquisadores da área, pois contribui para o aprofundamento do conhecimento das práticas parentais e possibilita reflexões a respeito das dificuldades alimentares. Trabalhos de qualidade como este oferecem caminhos para que programas de prevenção e intervenção junto às famílias direcionados à promoção de saúde possam de fato se tornarem eficazes.

 

Por Fabrícia Freitas, Júlia Ivers, Paola Rezende

Denise Ely Bellotto de Moraes

 

REFERÊNCIAS:

Mais, et. al. Validation of the Comprehensive Feeding Practices Questionnaire among middle-and high-income Brazilian families of school-aged children, 2015, Front Nutr. 2015; 2: 35.

Warketin, et. al. Validation of the Comprehensive Feeding Practices Questionnaire in parents of preschool children enrolled in Brazilian private schools (em prelo).