21 de setembro: Dia Mundial da Doença de Alzheimer

Em 1994 o dia 21 de setembro foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o Dia Mundial da Doença de Alzheimer com o objetivo de divulgar para a população informações relacionadas a doença como orientações sobre prevenção, causas e tratamento da doença.

dia mundial alzheimer
Fonte da Imagem

É considerada uma doença crônica, neurodegenerativa e de caráter progressivo, sendo a perda de memória o sinal mais comum e geralmente o primeiro a ser identificado. Para saber mais sobre como diferenciar as demências dos esquecimentos normais do processo de envelhecimento, leia nossa matéria sobre o tema.

 O Brasil é o nono país com o maior número de pessoas com demência sendo estimado 1 milhão de casos no ano de 2010. Entre os tipos de demência a Doença de Alzheimer é a forma mais comum, representando 60 a 70% dos casos, e, embora possa ocorrer entre jovens, a sua maior incidência está entre os indivíduos idosos. Após os 65 anos de idade a prevalência duplica a cada cinco anos.

A evolução da doença é caracterizada pela perda de autonomia e funcionalidade do idoso que, em estágios mais avançados da doença, irá necessitar de cuidados e supervisão de terceiros. Os cuidadores de idosos com demências tendem a apresentar sobrecarga de trabalho maior quando comparado aos cuidadores de idosos que não apresentam alterações cognitivas evidenciando assim a grande necessidade de cuidados que estes pacientes podem apresentar além da atenção à saúde destes cuidadores.

O tratamento da Doença de Alzheimer é baseado no alívio de sintomas, uma vez que não tem cura, e no retardo da progressão da doença. Além disso, é necessária atenção especial à saúde dos cuidadores destes pacientes que devido a sobrecarga de trabalho podem chegar a desenvolver o que chamamos de estresse do cuidador.

Autoria: Claudia Sales e Mariany Abreu

Leia mais aqui.