Como prevenir a desidratação no verão

   Do dia 21 de dezembro a 20 de março ocorre no Brasil o verão, e junto com ele suas altas temperaturas e dias mais longos. Com o processo de envelhecimento é comum que alguns idosos apresentem diminuição na capacidade de se adaptarem as elevadas temperaturas, exigindo, assim, maior cuidado e monitoramento com a saúde.

   As principais alterações observadas são a desidratação, provocada pelo aumento das perdas corporais e redução na ingestão hídrica, e a hipertermia que corresponde a elevação da temperatura corporal. Também é comum observarmos a perda de peso, consequente a diminuição do apetite.

Hidratacao em idosos

   Visto que os idosos apresentam maior susceptibilidade para a desidratação e que esta quando não tratada pode ter consequências graves como o óbito, algumas dicas para preveni-la são:

   - Faça ingestão hídrica programada: beba pequenos volumes de água (meio copo) a cada 30 minutos. Com o processo de envelhecimento ocorre diminuição na sensação de sede, portanto, não espere para ingerir líquidos.

   - Hidrata-se com a água saborizada: uma ótima opção para quem não está acostumado ou não gosta da água in natura. O seu preparo é bem simples, basta misturar a água com os ingredientes da sua preferência, algumas sugestões são: limão, hortelã, erva-doce, laranja,  gengibre, morangos, abacaxi e tangerina. Dica: antes de beber deixe a água 1 hora na geladeira, se preferir use água com gás.

   - Dê preferência para frutas e verduras ricas em água: inclua nas suas refeições estes alimentos que além de nutritivas também irão ajudar na hidratação. Algumas opções são: melancia, laranja, tangerina, melão, abacaxi, tomate, abobrinha e pepino.

   - Tome cuidado com a ingestão de isotônicos: estas bebidas além de conterem açúcar, são ricas em sais minerais como sódio e potássio, e a sua ingestão em excesso pode acarretar em prejuízos para a saúde. Consulte seu médico e nutricionista antes de inclui-las no seu dia a dia.

   Alguns sintomas característicos da desidratação são lábios e língua secos. Em algumas situações podem ocorrer alterações de comportamento como apatia, tonturas, fadiga e mal-estar. Caso isso ocorra, procure um serviço de saúde imediatamente. 

Bibliografia:

Idosos X Calor: como cuidar da saúde no verão. Iniciativa: Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Disponível em: <http://sbgg.org.br/idosos-xcalor-como-cuidar-da-saude-no-verao/> Acesso em: 9 janeiro 2017.

Lopes, ARC. Desidratação no Idoso. 2014.49 f. Tese (Mestrado) – Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, Portugal. 2014.  

 

Por Raoana Chaves