Games 'ativos' ajudam contra a obesidade infantil

Vídeo GameA nova geração de videogames "ativos" - que permitem que o jogador exerça atividades físicas em mundos virtuais - pode ser uma solução para conter o aumento da obesidade em crianças, segundo uma pesquisa da Universidade de Hong Kong.

Segundo o estudo, a brincadeira com jogos ativos promove gasto energético 4 vezes superior à aquele obtido com a versão sedentária dos games eletrônicos, onde o indivíduo permanece sentado. 

Os pesquisadores do Instituto de Performance Humana da Universidade de Hong Kong, mediram o nível de batimentos cardíacos e as calorias gastas por 18 crianças entre 6 e 12 anos enquanto jogavam videogame.

Cada criança foi convidada a jogar cinco minutos em três tipos diferentes de games: um de boliche, tradicional, em que elas permaneceram sentadas; um ativo de boliche – no qual o jogador movimenta o controle do videogame para atirar uma bola virtual, que aparece na tela; e um jogo ativo de ação em que o jogador fica em cima de um “tapete” ligado à console e tem que pular obstáculos e derrotar ninjas virtuais, com muita movimentação do corpo.

Comparando com o estado de repouso, as crianças gastaram 39% calorias a mais no game tradicional de boliche, 98% no segundo jogo e 451% no terceiro. Quando comparados com o jogo eletrônico tradicional, os games ativos fizeram as crianças gastarem 0,6 e 3,9 calorias a mais por minuto, respectivamente.

O nível de esforço cardíaco, medido em número de batimentos, também foi significativamente maior nos games ativos.

O estudo decorreu da possível associação dos jogos eletrônicos, como principal meio de lazer das crianças, com o crescimento da obesidade infantil em diversas partes do mundo.

Na última década, as vendas de videogames e computadores cresceram cerca de US$ 5 bilhões, e mais de 80% das crianças americanas possui jogos eletrônicos em seus quartos.

A existência e preocupação com jogos desta natureza são de primordial relevância, uma vez que não há meios de lutar contra o avanço destes entretenimentos no contexto da sociedade contemporânea.

Saiba mais:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/09/080902_videogames_calorias_cq.shtml