Novas regras para merenda escolar do governo americano visam combater obesidade infantil

Michelle Obama

A primeira dama norte americana Michelle Obama entra na luta contra a obesidade infantil. De acordo com o centro para controle e prevenção de doenças, cerca de 17% de crianças entre 2 a 19 anos são obesas nos EUA, enquanto que aproximadamente 35% se encontravam com excesso de peso ou obesas, segundo dados de 2003-2004 da International Association for the Study of Obesity, IASO.

Para o próximo ano, as escolas terão de se adaptar realizando modificações significativas na qualidade da merenda oferecida aos pequenos. Aumentar a oferta de frutas, vegetais e grãos integrais é algumas das metas a serem atingidas. Além disso, pela primeira vez, o departamento de agricultura também estipulou limite de calorias para as refeições de acordo com a faixa etária.

Mesmo com a necessidade emergencial da modificação do padrão alimentar americano como forma de melhorar os dados alarmantes de obesid
ade no país, o interesse da indústria de alimentos ainda leva alguns a tentar bloquear ações que reduzirão o consumo de batatas fritas e molhos de tomate nas escolas. Afinal, cerca de 32 milhões de crianças, frequentam as escolas federais do país e essa iniciativa traria prejuízo financeiro para algumas empresas e grupos.

Leia a notícia na íntegra: http://online.wsj.com/article/SB10001424052970203718504577182821311576652.html?mod=e2tw

Por Juliana Bergamo Vega e Adriana de Sousa Nagahashi