UFRJ proíbe alimentos gordurosos

Foi notícia no último dia 11 de outubro o fim da comercialização de alimentos gordurosos (e pouco saudáveis) no Campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O refeitório, que serve diariamente mais de 2 mil refeições aos alunos, professores e funcionários, mudou seu cardápio com a instalação de uma feira de produtos orgânicos. Haverá a proibição de frituras e será exigido o uso de produtos integrais, além da oferta de frutas. O próximo passo será o treinamento dos funcionários que trabalham na feira. Esta medida tem em vista diminuir o consumo exagerado (e diário) de salgados ricos em gorduras e calorias e aumentar gradativamente o hábito do consumir alimentos mais saudáveis dentre o público acadêmico.

O projeto é otimista, pois o ambiente escolar (universidade, escola ou creche) é sem dúvidas um ambiente favorável para desenvolver ações na promoção de saúde e formação dos hábitos alimentares, pois é um local onde os indivíduos passam a maior parte do seu tempo, convivem, trabalham e aprendem. Esta ação favorece a adoção de um estilo de vida mais saudável, prevenindo a ocorrência de obesidade e doenças crônicas não-transmissíveis.

Restaurante de universidade

Leia mais em: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,ufrj-quer-fim-de-comida-gordurosa-no-campus,623418,0.htm

Por Sarah Warkentin