Os efeitos da publicidade televisiva de alimentos sobre a preferência e o consumo de alimentos

  • Imprimir

Estudo de revisão sistemática da literatura encontra evidências de que controlar a propaganda de alimentos infantis em programas televisivos diminui o consumo excessivo de alimentos e, consequentemente, a obesidade e a morbi-mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis.

efeitos da publicidade no consumo de alimentos

A partir de seus achados, os autores confirmam os efeitos prejudiciais causados às práticas alimentares das crianças escolares e pré-escolares quando expostas aos anúncios televisivos de alimentos de baixa qualidade nutricional, como por exemplo, aqueles ricos em gorduras saturadas e trans, açúcar e sal, concluindo, então, que o estabelecimento de normas regulatórias para a publicidade, principalmente para aquela voltada ao público infantil, é importante ferramenta para a aquisição e manutenção de uma alimentação saudável.Na edição de novembro-dezembro da revista científica Nutrición Hospitalaria, foi publicado um estudo de revisão sistemática da literatura avaliando como a publicidade via televisão dirigida a crianças e adultos influencia nas preferências e no consumo alimentar.

Leia com todos os detalhes em: 
EFFECT OF FOOD TELEVISION ADVERTISING ON THE PREFERENCE AND FOOD CONSUMPTION: SYSTEMATIC REVIEW Efecto de la publicidad de alimentos anunciados en la televisión sobre la preferencia y el consumo de alimentos: revisión sistemática G. Díaz Ramírez, M. C. Souto-Gallardo, M. Bacardí Gascón y A. Jiménez-Cruz Nutr Hosp. 2011; 26(6):1250-1255.

http://www.nutricionhospitalaria.com/pdf/5273.pdf